segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Jane Eyre para depois

É, não deu tempo. Eu ia renovar o empréstimo, mas a biblioteca está em reforma e agora só em Março (dai-me forças!).
Não pensem que não terminei porque não gostei. O livro é longo, eu estava lendo em ritmo acelerado, porém nos últimos dias não tive tempo e acabei atrasando. Faltam 140 páginas (de 550!) para terminar, vou emprestar em outra biblioteca depois de ler Cinco minutos de José de Alencar (curto como diz o nome :P).
No mais, a história de Jane Eyre é linda *.* O casal protagonista é feio (tirando a Srta. Ingram, acho que todo mundo era feio), mas quem precisa ser bonito com os discursos maravilhosos do Sr. Rochester. E já entendo porque Jane Austen ironizou esses livros góticos em Abadia de Northanger: sempre, a qualquer momento, aparece uma revoada de corvos ou a noite chega com a lua no céu pronta para acolher um lobisomem. É para qualquer um pirar e ficar com medo dos mais simples acontecimentos (agora eu te entendo Catherine Morland!).

Nenhum comentário: