quinta-feira, 21 de maio de 2009

OMG!

Foi difícil respirar quando eu vi a matéria, mas aguentei. QUE BIBLIOTECA É ESSA!
Linda, maravilhosa e com o prédio todo projetado para ver as quatro paredes cheias de livros. Este é o projeto da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin que está sendo construída na USP. Os livros são doações de, claro, José Mindlin, velhinho que eu admiro desde que soube que ele possui uma biblioteca com quase 100 mil livros e que ele moveu céus e terra para conseguir o primeiro volume do Guarani.
Para se ter uma ideia do tamanho da biblioteca "caseira" do Sr. Mindlin, ele tem uma organizadora só para os livros dele. Ele precisa de uma bibliotecária em casa!!! Sem falar que é tudo bonitinho, de madeira, bem rústico. Emoção demais para o coração? Não acabou...
Vocês viram o robozinho na matéria? Ele lê 2,4 mil páginas por hora. Deve ser mais do que a quantidade de páginas em livros que eu tenho em casa.
"'O usuário vai ver o livro tal como ele é: a imagem do livro original, mas por trás dessa imagem há uma versão digitalizada, como se fosse transcrito. O usuário pode fazer busca por palavra, frase, iluminar trecho, copiar e colar. A pessoa vai poder imprimir em casa, encadernar e colocar na sua estante', antecipa o coordenador da Brasiliana digital Pedro Puntoni."
Como é? Eu entendi direito? Eu posso dar ctrl+f nos livros e achar as frases que eu preciso? Sem ter mais que folhear, decorar número de página... é muito para a minha cabeça. E mais, eles vão digitalizar toda a coleção de gravuras do Debret!
Para terminar: A partir daí, serão incluídos 200 livros e quase mil imagens por semana.
*desmaia*

Nenhum comentário: