quarta-feira, 1 de julho de 2009

My teenager life


Talvez porque ela realmente tenha tido que ir à escola, estudar, passar pelos apuros de uma adolescência normal, as músicas da Taylor Swift tem sempre esse clima high school. É tão, tão adolescente americano que chega até a dar um pouco de raiva.
A menina feinha, sempre de óculos e camiseta, (coisa que lembra alguém, hum... eu!) que gosta do amigo, mas esse namora a líder de torcida exibida, e, só no dia do baile (oh! O grande baile!), ele percebe que o verdadeiro amor está ao lado dele. Tão doce e açucarado que dá até vergonha. Trilha sonora de um livro da Meg Cabot, mesmo que sempre tenha algo nos livros dela que torna a história diferente.
Se a sua adolescência foi assim, acho que a minha não foi (ou é, sei lá) normal. Até hoje eu uso a camiseta e os óculos, não fui a minha formatura usando vestido, nem cheguei a sofrer (tanto) de amores impossíveis. E a dos meus amigos também foi mais ou menos isso. Como nós não fazíamos parte da tchurma "popular", nem sei se em outro universo realmente a adolescência seja assim.
O que posso concluir é: de high school americano eu tive um armário e ele não tem tanto romantismo aqui ao sul do Equador. A gente não podia colar adesivos, ninguém colocava bilhetes, mas ele era bem útil para guardar os tijolos de Biologia.
Taylor, a música e o clipe são bonitinhos, mas a história não foi a minha realidade.

Um comentário:

Bruna disse...

haha Nem a minha, esse clipe é muito clichê, mas eu gostei. Acho que é por ser ela, e eu já gostar da música.

- nunca tive um armário só meu. *---* como nos filmes. nem acho que vou ter. rs
beijão.