quarta-feira, 5 de agosto de 2009

But it's a cruel, cruel world...

Competir foi o que fez as torres gêmeas cairem. Competir é o que faz a rainha querer matar a princesa por essa ser mais bonita. Competir foi o que fez Caim matar Abel. Competir é o que faz o Crocker querer capturar os Padrinhos Mágicos. E, apesar de todos os pesares, competir é o que faz as pessoas acordarem para mais um dia.

Vai lá, competir não é de todo mal, é, simplesmente, natural. O ser humano compete até para pegar o ônibus e conseguir sentar na janelinha. Competir, com respeito, é o que move o mundo. Você não estuda porque acha super legal. Você pode gostar (eu gosto), mas o verdadeiro motivo é porque você quer um emprego e te disseram que se você não estudar, sem emprego. Ué, isso é competir, é quase um campo de treinamento espartano.

Você não vive cada dia como se todos os seus objetivos já tivessem sido alcançados. Não, tem sempre mais um, bem pequenininho e, para consegui-lo, encontramos motivos para competir até com nós mesmos. O grande problema, como sempre, está em como usamos a competição, se queremos esfolar o moço da nossa frente ou se vai naturalmente.

Comigo vai naturalmente (pelo menos não tenho costume de pular em cima dos outros e atacá-los). Sou até inocente para essas coisas, só tento tomar cuidado para o mundo não me devorar...

(Post para o Blorkutando)

3 comentários:

Anna disse...

Isso é muito engraçado, o instindo de competição que é preso à natureza do ser humano. Você pode ver que a maioria das pessoas, quando cai em depressão, é porque perdeu a vontade de lutar para algo, por algo.
Gostei do texto, gostei daqui.
Beijos

Elaine disse...

Bem disse o Thomas Hobbes: "o homem é o lobo do homem". Tudo na nossa vida é competição, a começar pela concepção: afinal, apenas um espermatozóide acaba fecundando o óvulo.

A competição é saudável, mas quando se alia a uma ambição desregrada, fica muito complicada. E, para pessoas com índole mais cooperativa, é muito difícil evitar de ser vitimizada num contexto como esse.

Analisada disse...

Muito interessante o seu texto e o seu blog também.Achei muito bacana o link do tertúlia virtual,não o conhecia.Adorei!
bjo
mari
http://amoresesuspiros.blogspot.com