sexta-feira, 7 de agosto de 2009

E finalmente...

... eu fui ao cinema. Não, não foi a minha primeira vez em um cinema, mas, como eu já comentei aqui, não sou a pessoa mais presente em frente os telões. Suspeito que isso seja por causa de uma "síndrome" que atingiu minha família e nos faz ir ao cinema para assistir somente filmes infantis. Por isso que, na quarta, eu, minha irmã e minha mãe fomos assistir Era do Gelo 3 (uhul!)

"Oh, vocês assistiram em 3D?!" Não! Fomos em um cinema perto de casa famoso por colocar os filmes em cartaz só depois de todas as outras salas (Inimigos Públicos está como "em breve"). E o melhor, ele possui alta tecnologia em seu modo de exibição utilizando aquelas cameras que rodam a fita com o filme, o que garante que a projeção sofra algumas interferências (durante uns três minutos a tela ficou escura e você só ouvia o filme). Lógico que a camera só começa a rodar depois que todos entraram na sala pelo simples motivo de que o funcionário que liga a projeção é o mesmo que vende os ingressos e que faz a pipoca (imagina o stress!). As acomodações são um caso a parte porque, como todos preferem sentar no meio do cinema, aqui não temos esse problema: a partir da terceira fileira já é o meio da sala.

Isso tudo já me garantiu umas boas risadas. Mas o público foi a melhor parte. Quem estava na sessão das 15h: um pai e sua filha (normal), eu, minha mãe e minha irmã (quase normal :P), um rapaz de, sei lá, 20 anos, sozinho, preparado com uma sacolinha de lanches (estranho...), uma mãe e sua filha (normal), quatro velhinhas super animadas por terem chegado a tempo (muito estranho).

Depois de todo esse cenário, como eu poderia prestar atenção no filme? Fiquei rindo na saída do cinema. Mas, como eu sei que vocês querem saber sobre a animação, darei meu parecer: não é lá essas coisas. É engraçado para passar uma tarde preguiçosa, mas o primeiro Era do Gelo foi melhor. No terceiro meu personagem favorito, o Diego (o tigre), quase nem aparece e, quando surge na tela, conta umas piadas nem tão irônicas. Ele parece passar por uma crise existencial como um solteirão de meia idade. O mamute que era "sou bonzinho, mas me faço de durão", agora é só "sou bonzinho", culpa da paternidade. O Syd continuou o mesmo, mas, para mim, o mais engraçado foi a doninha louca que vive no meio de um apocalipse.

Pelos meus comentários vocês podem perceber que, apesar de não ir tanto ao cinema, de Era do Gelo eu conheço tudo. Vai entender...

PS: Confesso que eu tenho orgulho desse filme por ele ter sido dirigido por um brasileiro bem jovem que foi crescendo e chegou nesse estágio. Até me anima...

2 comentários:

Bruna disse...

Não assisti ainda, mas só com o trailer que eu vi, ri horrores. Eu amo o syd, ele é muito fofo. -Se eu for ver também não será em 3D o cinema daqui é um caos também! UAJUAJDADJKDIHF
beejs

Anna disse...

Haha, esse cinema me lembrou o cinema que nem existe mais da cidade onde minha avó mora. O clima era esse mesmo, sobretudo a parte do cara que vende o ingresso, faz pipoca e projeta o filme ser o mesmo, haha!
Eu achei esse A Era do Gelo estupidamente bem feito, mas a história, no fundo, bem chatinha. Como você disse, o primeiro é o melhor, o segundo é ok, e esse terceiro é chatinho.
Beijos