sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Jane Austen e... e... e...

Assim como a versão de Little Women feita pela Meg Cabot, esse vídeo também me agradou. Principalmente pelo fato de que o Willougby finalmente levou o que merecia por ter traído meu coração... quer dizer, o coração da Marianne. Detalhe para a Dashwood super corajosa que pulou no lago (com o vestido já molhado) para salvar o amado e, a melhor parte, o nome do livro rodeado de respingos de sangue, digno de uma paródia de filme de terror.

E já que temos Razão e Sensibilidade com monstros marinhos e Orgulho e Preconceito com zombies, por que não criar os outros? Para Abadia de Northanger eu colocaria uns fantasminhas. Apesar de todo aquele clima gótico que a Catherine adora, eu não acho que o pessoal da Abadia seja lá tão corajoso, então uns gasparzinhos já estão de bom tamanho.
Para Emma, talvez lobisomens. Imaginei o Frank Churchill como um lobo parecendo durão, mas quando o Knightley surge para deixá-lo bem longe de Emma, o garoto (lobinho?) foge. Para completar, temos Jane Fairfax gritando de um lado para o outro.
Para Manfield Park, com todo aquele clima pesado, vampiros. Os Crawford seriam os vampiros sedentos por novas vítimas. Maria Bertram já foi mordida por Henry; Edmund e Fanny são os desesperados fugindo dos vampiros. Porém, no final, descobrimos que Edmund já foi mordido por Miss Crawford e ficamos imaginando o que acontecerá com Fanny. MUAHAHAHA!
Persuasão eu deixo para vocês que leram o livro e queiram incomodar o sossego da Jane Austen. Acreditem, é algo divertido.



Mudando de assunto: eu vejo esse negócio de trailer para livros como algo que deveria ser incentivado. Por exemplo, todo mundo fala que não leu o livro, mas assistiu o filme. Aí você tem o "filme", todavia sem o final e, por isso, sente vontade de ler o livro. É uma boa ideia, afinal...

2 comentários:

Raquel disse...

Henry Crawford, vampiro? Vou correndo passar um perfuminho, colocar umas pérolas em meu pescocinho... ai ai!

Elaine disse...

Os monstros marinhos combinavam mais com Persuasão do que Razão e Sensibilidade...