sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Cliques do Otto

O fotógrafo Otto Stupakoff afirmava que fazer boas imagens de pessoas famosas era algo fácil, pois elas pareceriam sensacionais naturalmente. A exposição do Instituto Moreira Salles, sobre um dos primeiros fotógrafos de moda do Brasil, mostra esse pensamento do artista: capturas humanas em que não precisa ser Tom Jobim para fazer os visitantes emocionarem-se. Um simples garoto de castigo já faz pensar sobre o mundo.O profissional trabalhou em revistas como a Life, nos Estados Unidos, e a Vogue, na França. Mesmo as fotografias de moda mostram um lado sensível em que modelos são colocadas em ambientes bucólicos e rotineiros, como uma praia ou a janela olhando aquilo que se passa na rua. As fotos de celebridades seguem o mesmo caminho.Engana-se aquele que acha que essa simplicidade com glamour só é possível com personagens famosos. O acervo também possui imagens de crianças, mulheres e homens comuns em atividades do cotidiano. Um entregador de bebidas é modelo para uma fotografia em que ele brinca com um cachorrinho; a moça com a bicicleta torna-se o ponto central de uma imagem mostrando a natureza.
Otto Stupakoff retratou e conviveu com tantas pessoas em suas fotografias, mas viveu seus últimos dias sozinhos, em São Paulo, onde nasceu e morreu, aos 73 anos, em abril deste ano. A qualidade do fotógrafo não está somente nas mundialmente conhecidas imagens de moda. A cada clique, Stupakoff conseguia retratar a humanidade, seus dilemas e hábitos mais comuns e, dessa forma, atingir os pensamentos e emoções mais profundas de cada um de nós.Obs: Esse "momento útil do blog" tinha que ser postado na quarta, mas a internet não colaborou. Fica aqui a dica: é só colocar "Otto Stupakoff" no Google e aproveitar as belas imagens. Agradecimentos a Raquel que me ajudou a arrumar a fonte da postagem.

9 comentários:

Raquel disse...

A foto do menininho está adorável... poor fellow!

Para ficar com sua fonte original que é Verdana entre no modo HTML do post e retire do início e do fim dos parágrafos os códigos abaixo:

span style="font-family: Arial; font-size: 100%;"

ou

span style="font-family: georgia;"

e os finais

/span

Chica disse...

Linda postagem e fui ver no google, lindas fotos dele! beijos, tudo de bom,chica

Gabs disse...

Meu Deus! Barbara! Essas fotos são lindas! Não, não, lindíssimas! E tão simples... ah, fiquei encantada!

Beijos

Kamilla Barcelos disse...

As fotos do Otto são sensacionais! Achei linda! A visão que ele tinha era bem mais humana, mais real e bonita!

Francielle disse...

Nossa, eu a-d-o-r-e-i essa foto do menininho!!! É muito fofa!!!
E as fotos do Otto Stupakoff são mara!

bjos
:)

Natália disse...

Momento bem util mesmo, beijos :D

Jana disse...

Poxa, lindas lindas lindonas as fotos... essa black&white, eu adoro! dão toque profissional a qualquer fotografia e ficam tão mais delicadas... esta do homem como totó, me emocionou, não sei porquê, mas achei realmente linda... (♥___♥)
Gostaria muito de ver de perto as fotografias, não só do Otto Stupakoff, mas todas que tem lá pelo IMS... infelizmente, aqui em fortaleza não tem nenhum "bracinho" do Instituto...

Bruna disse...

Li uma nota no jornal outro dia sobre ele e até tirei base para um trabalho escolar, me encatei com a primeira foto, na verdade foi o que me chamou atenção. Nesse mundo atual onde as fotos são todas cheias de efeito, as vezes a simplicidade de um clique minusiosamente calculado por um artista que ama o que faz, faz falta. Triste é que ele tenha passado o fim da vida sozinho. Mas quem sabe isso não era o que ele queria, paz.

Luh* disse...

Axo ele incrivel!
beijos