quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Duplamente Audrey

Esse mês eu, que nunca tinha visto um filme da Audrey Hepburn, acabei assistindo dois e até meio sem querer. O engraçado em ambos os filmes é que eles são de uma leveza incrível: a história vai sendo contada sem grandes reviravoltas e, quando você menos percebe, o filme acabou com aquele clima de "continua..." no ar, de querer mais.

Cinderela em Paris (Funny Face, 1957) conta a história de Jo (Audrey Hepburn) uma garota inteligente, com ideais e que trabalha em uma livraria. Ela é descoberta por Dick Avery (Fred Astaire), fotógrafo da revista de moda Quality que está em busca de uma nova modelo junto com a editora Maggie Prescott (Kay Thompson). Jo ambiciona encontrar o grande filósofo Emile Flostre (Michael Auclair) que está em Paris e, assim, aceita o contrato da Quality para viajar a Cidade da Luz.
Hoje essa história é mais do que manjada, de Hilary Duff a Anne Hathaway, muitas atrizes já fizeram o papel de menina desconhecida que consegue a chance de sua vida. Mas, na época, imagino que este conto de fadas urbano ainda não era tão popularizado como atualmente. Enquanto Audrey, aos 28 anos, está só no seu quarto filme com papel principal, Fred Astaire, aos 58 anos, está quase no fim de sua carreira. E, mesmo assim, com muito ânimo, dançando lindamente e fazendo par romântico com a Audrey (!). Kay Thompson também é ótima e com certeza o pessoal de O diabo veste Prada se inspirou um pouco nela para criar a personagem da Meryl Streep. Para terminar, as músicas foram compostas por Ira e George Gershwin e só por esse detalhe já valeria a pena assistir.
(Estranhamente, nessa sequência a Audrey desafina legal em umas partes :P Nos outros vídeos a voz está boa)


Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961) eu nem preciso comentar, este é o trabalho mais conhecido da Audrey e se tornou um ícone do cinema. Holly Golightly (Audrey Hepburn) é uma garota de programa, mas não parece, essa é a verdade. Ela acompanha ricaços, pretende se casar com um deles (até com um brasileiro cheio de dinheiro e sem graça), porém, no dia a dia, se torna uma garota comum e até meio estranha. Essa visão controversa é um pouco do que pensa Paul Varjak (George Peppard), um escritor (e também garoto de programa, porque ele é um pouquinho sim) que se muda para o prédio em que mora Holly. Assim começa a amizade entre os dois que buscam maneiras de ganhar dinheiro ao mesmo tempo em que tentam viver normalmente. Essa é a minha visão da história, já li tantas opiniões que sei que cada um vai pensar alguma coisa e estão todos livres para concordar ou discordar. Só termino dizendo que o casal protagonista é um doce, me apaixonei pelos dois (e pelo gato sem nome, que gato lindo!).
Agora, com a Audrey no papel, eu não consigo nem imaginar a Marilyn Monroe fazendo a Holly, como queria Truman Capote (autor do livro que inspirou o filme).

7 comentários:

Jana Barreto disse...

Caramba, menina... onde cê arruma esses filmes, hein? Bonequinha de luxo é muuuuito antigo e também muio falado, né? Esse primeiro não ouvi falar, mas quando se trata de Cinderela, eu me desmancho! é um dos contos que mais gosto :)

ah, sobre os posts antigos, eu nunca pensei que você lembrava. Obrigada pela sugestão... acho que vou voltar com alguma coisa mais pessoal sim. Obrigada!!!

Poli disse...

Hi! Nossa eu nunca assisti um filme da Audrey acredita? Uma vez eu comecei, mas tinha que dormir e ainda era na TV. ._. Acho que vou ver um desses, gostei muito do que você escreveu. *-*
:*

James Pimentel disse...

Eu não sou muito fã da sétima arte, na verdade, um leigo quando o assunto é cinema. Mas admiro quem gosta!!
É muito comum ver resenhas de filmes em blogs, particularmente eu acho bom pra divulgar essa parte da industria cultural, rs!

Crispi. disse...

Eu nunca assisti nenhum filme dela, vou assistir logo, adoro filmes antigos, sem falar que ela é diva né :)
Beijos!

Babih Xavier disse...

Eu naum conheço nenhum dos filmes, mas pelo visto vale a pena procurar por aki \o

Bruna disse...

As vezes me parabenizo por não ficar lendo sinopses que aparecem no filtro de pesqeusa do google e lê-las sempre aqui! :D Não assisti nenhum filme da Audrey ainda, mas pretendo em breve. As histórias têm um enredo incrível, os filme então devem ser muito bons.
beijos

Luiza Terpins disse...

Adorei o post! Eu sou louuuuca pela Audrey Hepburn! Adoro ela, adoro todos os filmes que ela fez...Meu blog, inclusive, é cheio de fotos dela :P
Seu blog é bem legal :)
bjo!