quinta-feira, 4 de março de 2010

Peter Pan psicólogo

Esse semestre eu tenho aulas de Psicologia (não, eu faço Jornalismo). Eu acho interessante, principalmente porque é uma aula - como a de Ética - que me faz pensar, refletir, questionar-me até o ponto de eu entrar em desespero e não saber o que fazer da vida.
Na última aula o assunto foi consciente, inconsciente e pré-consciente. O primeiro é aquilo que a gente pensa durante o dia; o inconsciente é formado pelos "pensamentos escondidos", aquilo que é jogado para debaixo do tapete do cérebro e vai parar nos nossos sonhos. O pré-consciente é aquela memória que não tem espaço definido: sabe quando você sonha, acorda, mas dali a pouco esquece o que sonhou? Pronto, essa memória pré-consciente foi para o inconsciente. Agora, e quando você sonha e acontece alguma coisa durante o dia que te faz recordar o que se passou na noite? Aí o pré-consciente foi para o consciente.
Bom, eu cheguei a conclusão de que o pré-consciente é o estado entre o sonho e a realidade, aquele em que você está sonolento, mas já acordou. E é neste estado que, segundo J. M. Barrie em Peter Pan, você lembra da Terra do Nunca:
You know that place between sleeping and awake, that place where you can still remember dreaming? That’s where I’ll always think of you.

Você sabe esse lugar entre o dormir e o acordar, esse lugar onde você ainda pode lembrar do que sonhou? É lá que eu sempre lembrarei de você.
Não é romântico? Fiquei pensando nisso durante um tempo da aula, mas duvido que aceitem essa resposta na prova ou que, ao menos, acreditem que eu tenho 19 anos.

----------------------------------------
Postagem rápida e sem grandes pretensões, na próxima volto com meus tradicionais textos opinativos sobre coisas que gosto (vulgo dou opinião onde não sou chamada). Aproveito para agradecer a Bell e a Tata pelos selinhos em que me indicaram. Obrigada!

10 comentários:

Jana Barreto disse...

a poxa, eu achei super bbonitinho. todas as noites eu visito a terra do nunca então, porque eu sempre coloco os fones no ouvido e começo a cochilar, imagino coisas e dou uns pulinhos... vc tbm faz isso? hahaha
nossa, que legal. faculdade tem até umas aulinhas interessantes, né?
e sobre ouvir uma aula e não saber o que fazer da vida... já tive aulas assim no colégio, era em filosofia, o professor era meio pirado ou algo do tipo. rs
falei demais!
Beijos!

James Pimentel disse...

Poxa, você tem psicologia? Essa matéria foi retirada da minha grade aff.
Nunca assisti esse filme - só assisto filmes a cada um século - mas parece legal. Beijos consciêntes, fuuuuui

Chica disse...

Muito legal e bom de ler,Bárbara! beijos,lindo fim de semana,boas aulas!chica

Bruna disse...

Adoro esse estágio do "acordar." A gente acorda mas parece que ainda não pertencemos a esse mundo. A impressão é de estamos voltando da "terra do nunca" até realmente despertar e chegar a terra, ao mundo real. Melhor do que isso, é esse estágio, acompanhado da lembraça de um de sonho feliz :D
beijos

Luh* disse...

Ah isso é bem legal, gosto de aulas q fazem refletir! =)
beijos

GaB. disse...

Nossa, achei muito interessante teu post! Gostei do teu conceito de pré-consciente, e acho que é um conceito que eu teria também!
Além, claro de amar Peter Pan. (:
Beeeeijo.

http://aafilhadomeio.blogspot.com/

Nathy disse...

Assunto tão complexo e tão fascinante!

Jana Barreto disse...

Oi, Bárbara! Pois é, desativei os comentários e retirei a caixinha... me isolei uns dias! Mas não, nunca li "O mundo de Sofia". ^^ Trata de crises de identidade? :-p

THAYSA AGUIAR disse...

O seu blog está lindo ! PARABÉNS Õ/

Seguindo o seu blog, segue o meu? :)

DE INVERNO A VERÃO: http://www.deinvernoaverao.blogspot.com/

Bjz, agradeço desde já a colaboração.

Jana Barreto disse...

bárbara, estava lendo seus posts antigos. :) estou adorando, se tiver coragem quero ler todos. ^^
Beijos!