sábado, 8 de maio de 2010

Cliques da Maureen

Maureen Bisilliat nasceu em 1931, na Inglaterra, mas realiza seu trabalho aqui no Brasil desde 1957 e hoje é naturalizada brasileira. A fotógrafa trabalhou para a Editora Abril e suas imagens apareceram em revistas de peso como a extinta Realidade. Em 2003 suas fotografias entraram para o acervo do Instituto Moreira Salles e a coleção está em exposição no Centro Cultural Fiesp, em São Paulo.Algo interessante é que diversos ensaios fotográficos de Maureen são baseados em obras literárias. Mais uma vez comento que não adianta dizer "ah, não sei sobre o que fotografar", sempre existe assuntos e o trabalho desta artista é uma prova disso. Existem imagens da Bahia de Jorge Amado, obras com inspiração nas palavras de Guimarães Rosa e Os sertões de Euclides da Cunha.A exposição ainda conta com um dos primeiros trabalhos da fotógrafa, Pele Preta, com imagens da série Caranguejeiras, evidências da vida dos índios do Xingu e relatos fotográficos de viagens. Ou seja, tem muita coisa bonita para se olhar.Já ouvi algumas pessoas comentarem que fotografias para serem especiais precisam ser espontâneas. Ao visitar a exposição você percebe o contrário. Muitas das imagens de Maureen Bisilliat são "programadas", portanto, há pouco daquelas ao estilo Cartier-Bresson. Mesmo assim, as personagens aparecem nas fotografias com naturalidade e uma incrível sensibilidade. Muitos estão lá, olhando diretamente para você, com raiva, amor, nostalgia ou querendo perguntar algo. É uma exposição belíssima, não só pelas imagens, mas pela própria composição dos ambientes que mudam a atmosfera perfeitamente só através das cores. São imagens que falam de assuntos fortes através da leveza dos cliques desta fotógrafa.Para outros cliques é só entrar na tag fotografia. A primeira imagem é um retrato de Maureen Bisilliat feito pelo fotógrafo Juan Esteves. Maiores informações sobre a exposição aqui.

4 comentários:

Ana Lu disse...

Ela escolheu realmente um tema interessante para se fotografar.
E as fotos são lindas. Acho o máximo aquele fotógrafo que consegue transmitir emoções. Isso, pra mim, está muito àcima do tema da foto.
Beijos

Jana Barreto disse...

Olha, eu morro com esses posts, viu? Aqui em Fortaleza (digo, aqui, mas quero dizer lá), no Ceará, NUNCA tem essas exposições bonitas e quando tem eu NUNCA posso ir... =/ O Centro de Convenções é à anos luz da minha casa! ¬¬
Fico só sentindo o gostinho aqui através dos seus posts :)

Chica disse...

Eu adoro fotografias e gosto de admirá-las atentamente.Essas são lindas!beijos,um dia cheio de coisas boas,chica

Umrae disse...

Parece realmente interessante. Vou tentar ver.
Bjos