segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cliques do Evandro

Como aliar informação e arte? Essa é uma das grandes missões do fotojornalismo, não somente criar uma bela imagem, mas contar um momento histórico sem precisar de palavras. E, esse desafio, Evandro Teixeira cumpre notoriamente.
O fotógrafo nasceu na Bahia, começou na carreira em 1958, no jornal O Diário da Noite (RJ) e, em 1963, entrou no Jornal do Brasil onde está até hoje.Com tanta experiência, não é de se estranhar que suas fotos sejam tão lindas. O incrível é que, em qualquer época ou evento, seus cliques são marcantes e a qualidade é algo presente durante toda a trajetória do profissional.Ao contrário de seu glamouroso colega de profissão, Sebastião Salgado, que é conhecido até por quem não faz parte da profissão, Evandro Teixeira não tem toda essa fama, mesmo que, até sem saber, já tenhamos nos deparado com imagens feitas por ele. O artista é simples, continua com o sotaque baiano carregado e não perde a motivação na atividade que pratica há 50 anos.Suas fotografias contam a história brasileira e alguns ensaios foram transformados em livros. Em Canudos 100 anos, temos os "velhinhos" da região tão conhecida dos livros de história, mas atualmente esquecida. Em 68: Destinos. Passeata dos 100 Mil, encontramos os relatos atuais de 100 pessoas que apareceram, nitidamente, na conhecida foto de 1968.Em 2004 foi lançado o documentário Evandro Teixeira: Instantâneos da realidade, sobre a vida e obra do fotógrafo. Abaixo está um dos trechos que eu mais gosto e que conta com a participação de Chico Buarque, um dos inúmeros entrevistados. O filme foi uma singela homenagem, feita por amigos e colegas de profissão, para este grande fotojornalista brasileiro.

Todas as fotografias - com exceção do primeiro retrato - foram retiradas do site da Associação Brasileira de Imprensa. Vale a pena visitar essa pequena galeria porque todas as fotos tem um comentário do Evandro e dá para entender o momento em que a imagem foi feita.
PS: Ok, é a última, observem atentamente essa imagem do Ayrton Senna. Já viram em algum lugar? Pois é, fez história até no modo de fotografar pilotos de corrida...

3 comentários:

Ana Lu disse...

Ei Bárbara!
Realmente ele não é muito famoso, eu só conheci quando entrei na faculdade. Sebastião Salgado eu já conhecia de longa data, hahahaha.
Mas amo as fotos do Evandro, essa do Ayrton é ótimaa!
Beijoss

Jota disse...

Ah mas eu com uma câmera daquela também fazia estrago. Me dê uma pra você ver! uaahsahus

Eu vou fazer essa matéria nesse semestre, não vejo a hora de começar. Beijos minha blogjornalista!

Anna Vitória disse...

Nossa, nunca tinha ouvido falar do Evandro e gostei demais do trabalho dele! Assisti ao trechinho do documentário com o Chico e adorei a história daquela foto, até porque eu já tinha visto a imagem por aí! Muito legal saber como uns momentos tão inusitados e espontâneos formam imagens que entram pra história!
Beijos