sábado, 25 de setembro de 2010

Minhas desculpas ao twitter

Há mais de um ano eu escrevi esta postagem falando sobre a minha entrada no twitter. Não entendia o por quê de eu ter criado uma conta, o texto do post está péssimo e, cá estou eu, hoje uma usuária da rede social do passarinho (e da baleia).
Já que eu escrevi reclamando, vale a pena dar os devidos créditos ao Twitter, afinal, todo dia eu entro na internet, coloco a senha e começo a caçar atualizações na timeline. Ainda acredito que não é uma ferramenta para você escrever, literalmente, "o que está fazendo", mas também descobri que quem usa o twitter para este fim ainda não aprendeu a utilizar direito.
Se você adiciona um conhecido - ou até menos que isso - no Orkut, a pessoa ficará lá parada no seu profile e você esquecerá dela. No twitter não dá para esquecer: se você adiciona um mala sem alça, ele aparecerá todo dia nas suas atualizações; se você adiciona um intelectual, as palavras dele aparecerão todo dia na sua janela; se você adiciona o @realwbonner, você saberá até que ele viajou para a África do Sul para se encontrar com a Fátima e passear com os trigêmeos.
Ou seja, o twitter "obriga" o usuário a transmitir algo interessante, porque, se ele vira um chato, só meia dúzia de amigos o seguirão por pena. Lógico que o meu twitter não é uma fábrica de filosofia (vide o nome bastante adulto @ba_cookies), assim como o da grande maioria. Porém, quem eu sigo - e, provavelmente, quem me segue - é porque oferece alguma novidade, um link bacana e com quem eu posso compartilhar dos assuntos que gosto.
Verdade seja dita: eu gosto do twitter e tento explicar a real utilidaede dele para meus amigos que não utilizam essa rede. Aquela postagem ficou no passado, até porque, eu escrevi no dia 1º de Abril, era esperado que eu mudasse de opinião.

5 comentários:

Janaina Barreto disse...

Acho que eu sempre gostei do twitter, prova disso é que já criei duas conta e acabei deletando pra criar a terceira. Não consigo mais ficar sem acompanhar as séries, os amigos e amigas blogueiras (como você ;p ), simplesmente não dá!
Geralmente eu falo MUITA besteira por lá, mas de vez em quando alguém me resposte, então eu acho que tá valendo. Aquilo lá é o msn pra mim. haha

Adorei que você voltou. ;)
Beijo!

Ana Lu disse...

Ei Bárbara!
Eu quando fiz meu twitter também não fui conquistada por ele. Cheguei a deletar. Alguns meses depois reativei a conta, mas continuei sem ligar a mínima. Hoje eu uso mais, apesar de ainda achar que uso pouco, visto que tenho amigos com 10 mil twitts e eu apenas 800, hahaha, mas não deixa de ser uma ferramenta interessante ;)

Nathy disse...

Ah, eu tbm fiz minha conta do twitter, sem enter a utilidade para aquilo. Aliás, achava aquilo inútil, e acabei "viciando". Sinceramente, não consigo explicar a utilidade ele para os outros. Quem me pergunta o que é twitter e pra que serve, eu até tento explicar. Mas só a pessoa tento, e mexendo e fazendo dele algo interessante, rs.

Já estou seguindo vc!

beijos.

Patrícia N. disse...

Nossa,sou apaixonada pelo Twitter!No começo só twittava em inglês,mas depois desencanei e comecei a escrever no nosso lindo português mesmo ;)
Passei para deixar dois avisos:estou seguindo o B&B e tem selos para ti lá no blog
http://complicatedimperfect.blogspot.com/2010/08/selo-deslumbrante.html
http://complicatedimperfect.blogspot.com/2010/09/mais-selinhos-e-um-meme.html

:DDD

Chica disse...

Eu não me adaptei,me assustei com ele,rsrs...Mas vejo tantos que o adoram!beijos,lindo fds,chica